• Mafê Pacini

Casamentos homo afetivos: quais são as diferenças na organização da celebração

Atualizado: 14 de Jun de 2018


Casamento é casamento, segundo o dicionário "é a combinação harmoniosa de duas ou mais coisas; união estreita e íntima".


O Brasil legalizou as uniões homo afetivas desde 2011 o que resultou em cerimônias e festas lindíssimas de mais a mais.


A Mafê Pacini Eventos, acredita no amor e esta matéria é uma maneira de transmitir às pessoas que estamos abertos e queremos organizar todos os tipos de "união", pois, respeitamos toda a forma de amor.


Organizar um casamento homossexual não é tão diferente de um casamento heterossexual, mas há muitas dúvidas sobre alguns detalhes como:


1. Qual dos/as dois/duas deve entrar primeiro?

Não há regras para a entrada, o que dá a liberdade de organizarmos segundo a vontade dos/as noivos/as.


2. Os/as dois/duas entram juntos/as?

Na verdade, 78% dos casais homossexuais e 59% dos casais de lésbicas entram na cerimônia juntos, unidos, e muitos outros casais entram por dois corredores separados.


3. Qual tipo de celebrante está preparado para atender este público?

É importante lembrar que muitas religiões não aprovam a união entre duas pessoas do mesmo sexo, por isso, não é possível se casar na Igreja, muitas vezes. Porém, isso não impede que um casal gay tenha uma celebração parecida. Para isso, basta contratar um celebrante de casamentos, que sabe como promover uma cerimônia tão bonita quanto a religiosa.


Uma das sugestões é que os noivos procurem os serviços de segurança, manobrista, buffet e demais pessoas que vão circular pela festa e ter contato com os convidados, e conversem abertamente com os intermediários se possível, que selecionem ou conheçam previamente os profissionais pessoalmente. Também é importante observar que já existem assessorias de casamentos especializadas em uniões homo afetivas.

21 visualizações

Tel: 55 11 3791-1826 (Whatsapp Business) - São Paulo

Email: mafepacini@mafepacinieventos.com